Os 5 piores erros em campanhas de QR Code

5 08 2011

Relativamente nova, a tecnologia de QR Codes ainda gera dúvidas quanto a seu uso. Pensando nisso, um dos especialistas na área decidiu compilar os cinco piores erros em um artigo publicado originalmente pelo site Mashable. Confira abaixo os principais pontos levantados por Matthias GalicaCEO da ShareSquare.

1. Não testar o código
Ainda que pareça óbvio, é comum que empresas não testem o código 2D em diversos smartphones e em vários aplicativos leitores da tecnologia antes de lançar uma campanha, afirma Galica. Um dos casos nacionais mais recentes virou notícia no Mobilepedia.

2. Não ir direto ao ponto
O QR Code deve proporcionar resultados rápidos ao usuário. Ao invés disso, algumas empresas ainda criam várias etapas até que o consumidor chegue ao objetivo.

3. Enviar o usuário para um site feito para desktop
O código 2D está rodando perfeitamente, não tem problemas de conexão, mas se o usuário for direcionado a uma página feita para telas grandes, afirma Galica, a chance de a campanha falhar é de 99.9%. A recomendação do especialista é investimento em sites móveis baseados em HTML 5, pois estes criam uma sensação de ser um aplicativo nativo do smartphone, tornando a ação muito bem sucedida.

4. Colocar anúncios com QR onde não há sinal
Algo muito importante, de acordo com o especialista, é saber onde os anúncios para ter acesso aos códigos vão estar alocados. Recentemente, a Tesco realizou uma campanha aparentemente bem sucedida no metrô da Coréia. Porém nos Estados Unidos a Red Bull tentou fazer o mesmo, no entanto não havia sinal 3G nas estações.

5. Cuidado com os “prêmios”
O quinto e último erro que Galica afirma poder existir merece muita atenção, pois anunciantes ao querer dar prêmios a quem acessar o código tem que ser cuidadosos.

“Será que uma versão digital do anúncio pode ser considerada uma recompensa?”, questiona o CEO já respondendo que não. O melhor, afirma o especialista, é oferecer um conteúdo exclusivo com fotos e vídeos, cupons de descontos ou integração com redes sociais.

Fonte: Mashable

Anúncios




Alentometro Coca-Cola – Telão movido a barulho!

28 07 2011

Todos sabem que brasileiros e argentinos são fanáticos por futebol, e mesmo com a frustrante campanha de ambas as seleções na Copa América, a Coca-Cola teve uma ideia muito criativa para incentivar a torcida dos hermanos durante os jogos do torneio.

A ação, intitulada de “Alentometro”, na verdade é bem simples. Centenas de torcedores foram convidados a assistir aos jogos da Argentina em um telão da Coca-Cola, com um mero detalhe – o telão era movido a barulho! – Vale a pena dar uma olhada no vídeo:

Com uma simples brincadeira, a Coca consegue divulgar sua marca interagindo com o público e incentivando a paixão do torcedor!

Escrito por: Antonio Neto

Twitter: @eventos_pro / @figueiroaneto





Censura no Twitter? – Hashtag #foraricardoteixeira “desaparece” dos TT’s mundiais

27 07 2011

O Twitter removeu hoje pela manhã o termo #foraricardoteixeira de seus Trending Topics após considerar o uso da hashtag uma ação de spam.

O protesto contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) começou na madrugada de terça para quarta-feira, promovido pelo perfil @foraoficial e pelo site www.foraricardoteixeira.com.br.

O termo alcançou os TT’s brasileiros e chegou a ocupar a liderança dos TT’s mundiais na manhã dessa quarta-feira, quando subitamente desapareceu da lista de assuntos mais discutidos.

Aos internautas que pediram explicações – por meio do serviço de ajuda do Twitter – a administração do afirmou que a tag foi identificada como spam por seus serviços de monitoramento automático. Muitos internautas teriam publicado seguidamente a hashtag #foraricardoteixeira num mesmo tweet e a replicado várias vezes. Essa tática de flood é interpretada como uma forma de tentar manipular a lista de TTs, o que levou o serviço a banir a tag.

A reação da comunidade de usuários foi imediata e já é possível ver as hashtags #foraoficial, #adeusRT e #OutRicardo Teix em protesto contra Teixeira.

O movimento no Twitter questiona o fato de Teixeira acumular as funções de presidente da CBF e controle do COL (comitê responsável por organizar a Copa de 2014 no Brasil), além de diversas acusações de corrupção em seus 22 anos como presidente da CBF.

Não houve qualquer menção da CBF sobre a crise no Twitter.

Fonte: bluebus





Anúncios – “Direção e Redes Sociais não se misturam”

25 07 2011

Anúncio muito bem elaborado – e criativo – desenvolvido pela agência N=5. A campanha, que serve de alerta para as pessoas que acessam as redes sociais enquanto dirigem, consegue passar a mensagem com uma linguagem atual usando de um humor trágico, sem precisar do costumeiro apelo às imagens de acidentes.

Agência: N=5 (Holanda)
Diretor de Arte: Marco de Jong
Redator: Thijs Bontje

Escrito por: Antonio Neto

Twitter: @eventos_pro / @figueiroaneto





Harry Potter ultrapassa Star Wars e é líder da indústria do cinema

22 07 2011

Dez anos (e oito filmes) depois, a saga do bruxo Harry Potter, um dos personagens de maior sucesso da história da literatura, chega à liderança isolada da indústria cinematográfica quando o assunto é rentabilidade.

Os oito filmes da série conseguiram, juntos, arrecadar a quantia de US$ 7 bilhões em todo o planeta. Foi a primeira vez que tal marca foi alcançada em um período de dez anos (contabilizados desde o primeiro capítulo da saga – Harry Potter e a Pedra Filosofal, em 2001 – até o capítulo final – Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2).

O derradeiro filme de Potter, inclusive, é responsável por outros números mágicos. Com apenas uma semana em cartaz, a produção já conseguiu arrecadar um total de US$ 640.187 milhões em bilheterias em todo o mundo.


Com esses números, a franquia baseada nos livros de J.K. Rowling já conseguiu roubar de Star Wars o posto de saga cinematográfica mais rentável em território norte-americano. Nos Estados Unidos, os oito filmes de Harry Potter conseguiram arrecadar US$ 2,223 bilhões, enquanto a ficção especial somou US$ 2,218 bilhões em bilheterias.

Confira a lista com a arrecadação de cada um dos filmes da franquia Harry Potter:

1- Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) – US$ 974.755.371
2- Harry Potter e a Câmara Secreta (2002) – US$ 878.979.634
3- Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004) – US$ 796.688.549
4- Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005) – US$ 896.911.078
5- Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007) – US$ 939.885.929
6- Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009) – US$ 934.416.487
7- Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 (2010) – US$ 955.417.476
8- Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (2011) – US$ 640.200.000 (uma semana em cartaz)

Fonte: Meio e Mensagem

 





McCann – Outdoor que nunca para de escrever

20 07 2011

Outdoor genial criado pela agência McCann para promover as canetas da Horse Pen. Com o intuito de mostrar que as canetas Horse Pen duram mais que as concorrentes, outdoors foram instalados em locais com bastante vento, contendo somente a imagem de uma caneta e uma linha azul. O resultado? Veja você mesmo:

A ação conseguiu divulgar o principal atributo do produto usando de um recurso natural renovável – o vento – e uma boa pitada de criatividade.

Ficha Técnica:

  • Onde: Tailândia
  • Conceito: Non-stop writing
  • Agência: McCann Worldgroup
  • Cliente: Horse Pen
Escrito por: Antonio Neto




Coca-Cola – Carteira da Felicidade

18 07 2011

Imagino que a maioria das pessoas já tenham visto alguma ação da Coca-Cola explorando o tema “Felicidade”. Depois do Caminhão da Felicidade realizada no Rio de Janeiro, foi a vez da cidade de Lima, capital do Peru, se transformar no palco da ação Carteira da Felicidade!

Com o intuito de testar a honestidade das pessoas, a Coca-Cola “deixou cair” na rua carteiras contendo uma nota de 100 Soles – aproximadamente R$ 60,00 –  junto com os documentos e o endereço do “dono”.

Enquanto uma minoria preferiu tirar vantagem da situação, 70% das pessoas provaram que ainda há razões para acreditar em um mundo melhor! Confira o vídeo da ação:

A ação foi realizada em abril – é um pouco antiga, eu sei, mas vale o post! Quem assina a ação é a agência McCann Erickson.

Ficha Técnica:

Agência: McCann Erickson (Peru)
Diretores de Criação: Ricardo Mares, Nicolás Romano, Mauricio Fernandez
Diretores de Arte: Ricardo Toyohama
Redator: Giacomo Ferruzo
Áudio e Vídeo: Alejandro Ugás / La Fórmula

Escrito por: Antonio Neto

Twitter: @eventos_pro